Hi, what are you looking for?

São Paulo

Quadrilha que aplicava golpes é presa em condomínio de luxo no Vale do Paraíba





Ação da Polícia Civil prende 12 suspeitos em Igaratá; uma das vítimas do grupo perdeu quase R$ 50 mil



A Polícia Civil fechou uma central de golpes em um condomínio de alto padrão na cidade de Igaratá, no Vale do Paraíba, na sexta-feira (21). Na ação, 12 suspeitos, com idades entre 22 e 30 anos, foram presos em flagrante. Eles usavam uma tecnologia com comunicação via satélite e se passavam por funcionários de banco para enganar as vítimas.

A investigação começou após denúncias sobre movimentações suspeita no imóvel por vários dias. Testemunhas relataram que os moradores chegavam e saíam com notebooks, fones de ouvido e outros itens eletrônicos.

Ao longo da investigação, equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) descobriram que o local servia como uma central de golpes. Quando o portão da casa foi aberto, os policiais entraram e abordaram os suspeitos.

Seis deles permaneceram no local e não resistiram à abordagem. Os demais foram para os fundos da residência, pularam o muro e se feriram durante a fuga, mas foram alcançados pela polícia. Os suspeitos passaram por atendimento médico e, posteriormente, encaminhados à delegacia.

Na casa, as equipes encontraram 12 notebooks, 18 celulares, cinco fones de ouvido e três veículos. Nos computadores, os investigadores descobriram uma planilha com nomes marcados em vermelho, sendo que apenas um estava verde.

Um dos agentes ligou para a vítima, uma juíza de 76 anos do estado do Rio de Janeiro. A mulher informou que os golpistas roubaram quase R$ 50 mil de sua conta. Um dos suspeitos se passou pelo gerente do banco da vítima e conseguiu os dados para movimentar a conta.

Ainda nos computadores, a polícia encontrou roteiros de orientação aos executores operacionais para fazer com que as vítimas caíssem no golpe.

Os detidos – seis homens e seis mulheres – foram encaminhados à 5ª Delegacia Patrimônio, no Deic, onde permaneceram presos. O caso foi registrado como furto, associação criminosa, desobediência e apreensão de objetos.

source
Com informações do Governo de São Paulo

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like

Uncategorized

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Uncategorized

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores.

Uncategorized

Neque porro quisquam est, qui dolorem ipsum quia dolor sit amet, consectetur, adipisci velit, sed quia non numquam eius modi tempora incidunt.

Uncategorized

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae.