Hi, what are you looking for?

São Paulo

Jornada Paulista de Dança tem grupos selecionados e inicia atividades em julho

Jornada Paulista de Dança
Aulas de dança clássica são gratuitas

Com início no dia 8 de julho, a Jornada Paulista de Dança traz 10 propostas artísticas para uma residência de criação e compartilhamento de conhecimento na São Paulo Escola de Dança (Sped), instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, com gestão da Associação Pró-Dança. As propostas serão desenvolvidas no período pelos grupos selecionados. A coordenação da Jornada Paulista de Dança é de Jussara Muller e a direção artística e educacional de Inês Bogéa.

São 10 grupos aprovados para todo o período de residência artística na São Paulo Escola de Dança, de 8 a 13 de julho, sendo oito da região metropolitana e dois da capital paulista. As companhias selecionadas são Avant Scéne, de Sorocaba; Balé da Cidade, de Taubaté; CLP Cia Municipal de Dança, de Campo Limpo; Cia Mudança, de Presidente Prudente; Cia Jovem, de São José dos Campos; Companhia de Dança Vanessa França, de Campinas; Corpo de Baile, de Caraguatatuba; Plataforma 23, de Ribeirão Preto. Representando a capital, foram selecionados os grupos Divinadança e Intuição Companhia de Dança.

Durante toda a semana, diretores, coreógrafos e bailarinos participarão de workshops, vivências criativas e mesas, compartilhando saberes, enriquecendo assim a jornada educativa. Os diálogos abrirão caminhos para reflexões sobre a dança, potencializando a troca de vivências da comunidade.

A programação da Jornada inclui oficinas propostas pelos coreógrafos, processos criativos compartilhados entre os grupos, mesas de discussão sobre dança e sustentabilidade, bem como discussões sobre comunicação e mídia para grupos e companhias e figurinos de dança upcycling.

“A Jornada Paulista de Dança é uma oportunidade para explorar a riqueza, os percursos vividos de cada grupo ou coletivo e a diversidade da dança no estado de São Paulo. É um espaço de partilha de experiências e de aprendizado conjunto e estamos muito felizes de receber esses grupos tão diversos para uma experiência inspiradora e significativa”, ressalta Inês Bogéa, diretora artística e educacional da São Paulo Escola de Dança.

LEIA TAMBÉM: Governo de SP e Kondzilla anunciam parceria para beneficiar artistas da periferia

Jornada Paulista de Dança terá espetáculos gratuitos

Entre os dias 11 e 13 de julho, os grupos participantes da Jornada Paulista de Dança farão apresentações abertas ao público, no próprio ambiente da São Paulo Escola de Dança, para mostrar o resultado de todas as vivências do período. Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do início de cada dia de apresentações.

Programação dos espetáculos

  • Quinta (11) – 19h às 20h30

Ai! Terra, Gente e Dor – Cia Mudança de Presidente Prudente

As muitas dores sentidas pela terra, provocadas por humanos, é disparador da dramaturgia, a obra estabelece relações com arte contemporânea, sustentabilidade e cidadania, aponta problemáticas recorrentes das relações dissonantes e as transforma em proposição de dança.

“ID” – Avant Scène (Sorocaba)

“ID” fala sobre identidade e explora os caminhos que constituem o ser humano – o que nos torna quem somos, únicos representantes de nossas histórias e moldados pelas nossas relações com o mundo, com a sociedade, com o espaço, nossas crenças e valores, com nossas expectativas, medos e anseios.

(In)Visível – CLP Cia Municipal de Dança (Campo Limpo Paulista)

O espetáculo (In)Visível mostra que é preciso olhar para trás para seguir em frente, reconhecer sua história e torná-la diferente. Carolina escrevia… e foi aí que encontrou seu refúgio e sua liberdade. Residir e resistir… Emergir… em um espetáculo de dança contemporânea inspirado na vida e obra de Carolina Maria de Jesus, tendo como disparador, o livro “Quarto de despejo: diário de uma favelada”.

  • Sexta (12) – 19h às 20h30

Rosa que te quero minha – Divinadança (São Paulo)

Rosa que te quero minha é um espetáculo/jogo cênico onde a partir da protagonista as cenas vão se desdobrando e ganhando dinâmicas distintas. Com um fundo musical de músicas clássicas, Rosa que te quero minha também traz para a cena irreverência e singularidade pois dialoga com a pesquisa em dramaturgia a partir de uma combinação de movimento, gesto e estado num diálogo protagonizado pela Rosa.

Rasgo – Companhia de Dança Vanessa França (Campinas)

Rasgo é construído e vivido por mulheres, que exploram a partir de suas experiências as nuances sutis e brutais que permeiam o universo feminino. Abrange a individualidade de cada uma, assim como questões coletivas e sociais.

“Acúmulo, um diálogo sobre o cansaço” – Plataforma 23 (Ribeirão Preto)

Excessos, repetições, um cansaço extremo daquilo que tocamos e acumulamos. Histórias inteiras sobrepostas sobre nós mesmos em corpos e cômodos. Através do labirinto de histórias pessoais que residem nos objetos e emoções que acumulamos ao longo de nossas vidas, o público é convidado a refletir sobre a ligação entre a bagagem física e emocional que carregamos, como isso molda nossa identidade e como podemos encontrar liberdade ao desapegar.

LEIA TAMBÉM: Governo de SP lança “Fábrica de Games” para formar jovens no desenvolvimento de jogos

Coisa Pequena – Corpo Baile de Caraguatatuba

O espetáculo “Coisa Pequena” foi inspirado nos textos de Manoel de Barros e foi concebido para espaços públicos alternativos. A obra propõe reflexões sobre a forma com que nos relacionamos com o tempo quase sempre encarado como produtivo e lucrativo, propondo, em contramão a isso, um olhar contemplativo a partir de observações sensoriais sobre a vida.

  • Sábado (13) – 19h às 20h30

Epifania – Intuição Cia de Dança (São Paulo)

O cenário, composto por 27 portas brancas, configura-se como um mosaico simbólico de estímulos externos e acessos individuais internos. A epifania, enquanto momento efêmero de discernimento existencial, personifica a eloquência poética do instante, onde os sentidos se exaltam e a vida pulsa em sua plenitude.

Qorpo Santo – Balé da Cidade de Taubaté

O espetáculo “Qorpo-Santo” é uma criação coreográfica iniciada como pesquisa de linguagem, fundindo os conceitos e ideias do diretor polonês Jerzy Grotowsky, o Teatro Físico e o Teatro Pobre.

Onírico – Cia Jovem de Dança de São José dos Campos

“Onírico” retrata as fantasias e ilusões do indivíduo em estado de inconsciência. A partir de sonhos relatados pelos intérpretes o roteiro ganha forma. A dramaturgia traduz em movimentos os devaneios oníricos.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

source
Com informações do Governo de São Paulo

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like

Uncategorized

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Uncategorized

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores.

Uncategorized

Neque porro quisquam est, qui dolorem ipsum quia dolor sit amet, consectetur, adipisci velit, sed quia non numquam eius modi tempora incidunt.

Uncategorized

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae.